domingo, 28 de dezembro de 2008

.
Florbela Espanca, uma poetisa de extraordinária sensibilidade, nascida em 1894 em Vila Viçosa, Portugal. Era um vulcão de paixões inexplicáveis. Considerada como a figura feminina mais importante da Literatura Portuguesa, Florbela Espanca deixou poesias de uma sensibilidade exacerbada, repletas de um erotismo confessional, que deixa transparecer tendências e sentimentos opostos, flagrados como se em um diário íntimo.

..
.

Em minhas andanças virtuais, descobri no Blog "Arte Fotográfica" do amigo Gaspar de Jesus uma homenagem especialíssima feita por este seu compatriota, artista das objetivas:

.
EXPOSIÇÃO "CUMPLICIDADES"

.

Um olhar sobre Florbela Espanca

.

por Gaspar de Jesus

.

Uma exposição em homenagem a Florbela Espanca, patrocinada pela Câmara de Matosinhos, realizada na Biblioteca "Florbela Espanca"


.



Um lindo espaço preparado para a exposição, a começar pelo detalhe da escadaria de versos, dando-nos a impessão de estar entrando literalmente na poesia de Florbela, caminhando por suas palavras, lado a lado com ela, degrau por degrau.
.


.

Gaspar de Jesus escolhe os versos e sai em busca das fotos, criando uma verdadeira série de poesia-sensorial. Ele nos dá uma pitadinha de como deve ter sido fascinante este trabalho, com a citação abaixo:



"Escolhidas que estavam as palavras de Florbela, e a
praia que a poetisa frequentava, faltava agora a foto...f iz várias deslocações
a Matosinhos sem resultados, mas desta vez estava tudo perfeito, mar, chão, luz
coada, mas... a praia estava deserta... decidi esperar, volvido algum tempo,
surge por detrás de mim uma jovem mulher, vestida à século XVIIII, avançou para
junto da àgua, espetou na areia o guarda chuva de homem que trazia consigo, e
ali ficou por largos minutos contemplando o Mar, tal qual Florbela o terá feito
vezes sem conta noi nicio do Século XX... Estava finalmente "encontrada" a
imagem que tanto procurava! Fruto de um acaso da sorte, dirão alguns, outros
dirão que, foi "algo mais...". A história desta imagem aqui fica, à consideração
de cada um de nós."


Retirada daqui
.


Eis a imagem:
.


.


E ele expõe em seu Blog uma série de 20 fotopoemas. Abaixo os apresento em forma de slides, com uma boa visualização. Para você apreciar, estão em forma de exibição lenta. Mesmo assim, se parar com o cursor sobre a foto ela para de se mover e pode ler com calma.


Caso desejem ver as fotografias em tamanho maior, cliquem aqui:


Apreciem:


.




.
"Curiosamente, Florbela Espanca nasceu a 8 de Dezembro (1894), casou a 8 de Dezembro (1913), suicidou-se a 8 de Dezembro (1930), foi baptizada na Igreja de Nª Sª da Conceição, aos 8 anos adoptou o nome "da Conceição", e lecionou no Colégio de Nª Sª da Conceição, em Évora. O dia 8 de Dezembro era ainda o dia da Mãe, da mãe que Florbela não conheceu bem e que não foi a sua educadora "não me recordo nem da cor dos seus cabelos..."


Retirado daqui



.



Retrato da Poetisa
aos 20 anos de idade, com a dedicatória
"Ao meu querido Mário, da Bela 14-2-1914".


Retirado daqui



Todas as imagems são de autoria de Gaspar de Jesus do Blog ARTE FOTOGÁFICA
.
A ele o meu agradecimento pela autorização em publicá-las.

Um comentário:

ƸӁƷBeautiful Butterfly WomanƸӁƷ disse...

OBRIGADA PELA SUA PRESENÇA EM MEU CANTINHO.BEIJOS MEUS!!!SEU BLOG É UM LUXO.