segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Serena do Blog Alma Poeta

.










http://serenaflor1964.blogspot.com/


.
Homenagem à Florbela Espanca
..
Ah! quanto sofrestes, minha querida,
tivestes a vida tão dorida,
expusestes teus sentimentos e paixões,
vivestes voltada as tuas emoções!
Ah! minha poetisa portuguesa,
que das charnecas de Viçosa brotastes,
teu coração Alentejano mostrastes,
a força e fraqueza de menina-mulher...
Canto teus versos, que encantam...
Sofro com tuas palavras que emanam
a tua alma sofrida de maneira ímpar....
Ah! sinto-me de ti tão próxima,
amiga poetisa de Portugal
minha Florbela, que fostes bela,
por dentro e por fora, a mim ,
só resta-me, agora,
uma homenagem a ti, tão especial!
.
Stella Vives
.


.
"Amo-te tanto! E nunca te beijei...
E nesse beijo, Amor, que eu te não dei
Guardo os versos mais lindos que te fiz!"
.
(Florbela Espanca)
.
Florbela é a flor maior da poesia romântica,
é o sofrimento em versos de um soneto
é o amanhecer mais belo de um encanto
é aquela que se perdeu pra se encontrar.
.
(Lustato)
.
.
CASTELÃ DA TRISTEZA
.
Altiva e couraçada de desdém,
Vivo sozinha em meu castelo: a Dor!
Passa por ele a luz de todo o amor...
E nunca em meu castelo entrou alguém!
.
Castelã da Tristeza, vês?... A quem? ...-
- E o meu olhar é interrogador -
-Perscruto, ao longe, as sombras do sol-pôr...
Chora o silêncio... nada...ninguém vem...
.
Castelã da Tristeza, porque choras
Lendo, toda de branco, um livro de horas,
À sombra rendilhada dos vitrais?...


.
À noite, debruçada, plas ameias,
Porque rezas baixinho? ... Porque anseias?...
Que sonho afagam tuas mãos reais?


.



.

Este post faz parte da Blogagem Coletiva "Interlúdio com Florbela", promovido pelo Blog Interlúdio

Um comentário:

EternaApaixonada disse...

*****

Um post de uma beleza suave homenageando a amada poetisa Florbela, só poderia vir de uma alma de uma Serena Flor... bela!

Parabéns Serena Flor!

Parabéns Flor ♥!

Meu carinho a vocês

Helô

*****